quarta-feira, maio 4

Fumo. E depois?

Tomo três cafés por dia. Também por dia, fumo meio maço ou menos. Ontem, quando aguardava a minha companhia para o primeiro café do dia, encontrei a Sara. Perguntou-me: “Ainda fazes parte do leque dos saudáveis”. A resposta saiu pronta: “Não”. “Fazes bem”, replicou. E justificou-se: “Olha, eu só fumo… Tendo em conta os vícios que há hoje em dia, até posso dizer que sou muito saudável”. Eu respondi: “Ora aí está. Até que enfim que alguém diz alguma coisa de jeito!”. É verdade, soube bem ouvir aquilo. Quando toda a gente nos repreende porque não fomos capazes, porque não fomos fortes o suficiente para deixar o tabaco, há uma pessoa – apenas uma, entre as muitas que me dão ralhetes! – que não se importa que eu fume. Que não me recrimina. Que aceita o facto de eu ser imperfeita. Que não se incomoda com o meu estilo de vida. Outras há que passam a vida a querer que eu seja outra pessoa. Que eu deixe de fumar. Que eu não seja assim ou não seja assado. Em suma, querem-me à sua imagem, ignorando que não há ninguém como nós, nem nós podemos ser como os outros. Querendo que sejamos aquilo que não está escrito que devemos ser. Uma dessas pessoas tanto me deu nas orelhas que acabei por me afastar. Cansei-me de não ser perfeita aos seus olhos, de não ter sido feita à sua medida… Sou humana, porra!!! E, às vezes, só isso já custa. E muito. Já estou como a Sara: ser humana, nos dias que correm, já é muito bom. Quase tão bom como “apenas” fumar, ou “apenas” fumar tabaco, ou “apenas” fumar pouco.

Somos o intervalo entre o nosso desejo e aquilo que os desejos dos outros fizeram de nós, Álvaro de Campos

4 Comments:

Anonymous Ademar Santos said...

Fumar mata. Viver, também.

Sugiro-te que visites

http://www.lapipe.blogspot.com/

5/5/05 11:21 da manhã  
Blogger C.S.A. said...

Por... que já é difícil encontrar alguém que nos compreende.
Fumo SG Ventil, e depois?
Parece que vai passar a ter caixa de luxo!

7/5/05 9:02 da tarde  
Blogger P. Sena said...

"A vida é tanto mais fácil de ser vivida quanto menos tentarmos corresponder às expectactivas alheias"

Calvin & Hobbes

11/5/05 3:54 da tarde  
Anonymous Cadelinha Lésse said...

Obrigada!

11/5/05 4:58 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home